Pouco Pixel Últimos episódios

capa-podcast-s04e117

#117: Super Campeões

A voz do povo é a voz de Deus? Resolvemos abrir a Wikipedia e dar uma olhada nos jogos mais vendidos de todos os tempos. Será que os games mais populares também são os melhores? O que fez alguns títulos alcançarem cifras tão fantásticas de milhões e milhões de unidades vendidas? Existe algum padrão que poderia explicar esses rankings de popularidade?

capa-podcast-s04e116

#116: The sound of music

Os pixels estão vivos com o som da música! Para relembrar 40 anos de produção musical gamística, homenageamos as trilhas que animaram horas e horas de jogatina e enxergamos a arte por trás das nossas queridas “musiquinhas”. Como as limitações técnicas de computadores e consoles conseguiram criar uma linguagem tão própria e original? Como é o processo criativo de um compositor de música de video game? O quanto a música é importante na construção da jogabilidade?

capa-podcast-s04e115

#115: Era tudo mato

Os gamers nutella de hoje não têm ideia da vida do gamer roots de 30 anos atrás. Contamos nossas memórias de jogadores nas décadas de 80 e 90 para fazer paralelos com o que acontece hoje. Na era da inflação, da reserva de mercado e dos vices-presidentes no poder (epa!), jogos eram escolhidos em catálogos impressos, somente por nome e gênero; pirataria era normal até na loja de departamentos do shopping; pessoal ficava feliz mesmo sem jogar nada, só ao ver fotinhas de detonados em revistas pra lá de mal-feitas; e fliperama com ficha infinita era o mais perto do paraíso que alguém vivo poderia chegar. Saudades? Não, assombro: como conseguimos sobreviver?

capa-podcast-s04e114

#114: Programa Cultural

Junto com o video game, nasceu o video game educativo. Relembramos as iniciativas mais famosas para se levar os jogos eletrônicos às salas de aula e discutimos: pedagogia videogamística realmente funciona ou é só uma artimanha para arrancar dinheiro de pais preocupados? “Age of Empires” e “Assassin’s Creed” conseguem ensinar história para alguém? Quais os méritos de jogos mais abstratos como “SimCity” e “The Incredible Machine”? E, o mais importante: você está ligado nos perigos da… disenteria?