Bota Ficha

Bota Ficha é a seção do Pouco Pixel em que você, ouvinte, tem a oportunidade de esticar o podcast por mais dez minutinhos! Basta sugerir um ou mais assuntos (de preferência relacionado a video game velho) e a gente fala sobre ele no ar. As sugestões ficam acumuladas aqui nesta página e podemos usá-las a qualquer momento. Não deixe dar game over – bota ficha!

Bota Ficha!

 
 
 
 
Todos os campos são obrigatórios. As sugestões são lidas antes de serem publicadas nesta página.
54 entries.
Danilo Torres
Apesar do assunto ter saído de voga, a PEC 51/2017 que traria imunidade tributária aos games e consoles produzidos no Brasil ainda existe. Depois do ocorrido em Suzano, que gerou o projeto de criminalização de games violentos, como vocês avaliam a situação atual dos games na sociedade brasileira? A PEC pode ser prejudicada, ou até mesmo acabar sendo sequer apreciada?
Apesar do assunto ter saído de voga, a PEC 51/2017 que traria imunidade tributária aos games e consoles produzidos no Brasil ainda existe. Depois do ocorrido em Suzano, que gerou o projeto de criminalização de games violentos, como vocês avaliam a situação atual dos games na sociedade brasileira? A PEC pode ser prejudicada, ou até mesmo acabar sendo sequer apreciada?
dantas
por que o mario tem tantas rom hack? será pela sua fisica? acho que sim, depois do mario maker notei que tem saido excelentes rom hack dele, excelente mesmo, não é necessariamente um kaizo mas o level design é muito bom
por que o mario tem tantas rom hack? será pela sua fisica? acho que sim, depois do mario maker notei que tem saido excelentes rom hack dele, excelente mesmo, não é necessariamente um kaizo mas o level design é muito bom
John Griesbach
Adriano e Danilo, filmes interativos como Bandersnatch da Netflix podem ser considerados como videogame? No episódio 148 se falou sobre a ascenção e queda dos adventures, então a popularização desse tipo de filme não poderá ser vista como uma espécie de ressurreição desse gênero?
Adriano e Danilo, filmes interativos como Bandersnatch da Netflix podem ser considerados como videogame? No episódio 148 se falou sobre a ascenção e queda dos adventures, então a popularização desse tipo de filme não poderá ser vista como uma espécie de ressurreição desse gênero?
anderson
desde que vi o Vr eu acho muito bizarro colocar duas telas hd no olho, acho que pode ate atrofia a vista pelo excesso de uso e alem de ser perigoso, não sei se tem algum estudo que fala sobre os riscos disso a alternativa pra isso é algo que ja li no neuromancer, o protagonista no inicio usa um desses, então essa alternativa mais segura é algo que vi na tv a anos atrás é tipo aqueles aparelhos que se coloca no corpo pra correr, um fiozinho com adesivo, não lembro bem se era assim, mas foi algo que... Read more
desde que vi o Vr eu acho muito bizarro colocar duas telas hd no olho, acho que pode ate atrofia a vista pelo excesso de uso e alem de ser perigoso, não sei se tem algum estudo que fala sobre os riscos disso a alternativa pra isso é algo que ja li no neuromancer, o protagonista no inicio usa um desses, então essa alternativa mais segura é algo que vi na tv a anos atrás é tipo aqueles aparelhos que se coloca no corpo pra correr, um fiozinho com adesivo, não lembro bem se era assim, mas foi algo que me impressiono, na reportagem, acho que do fantástico, colocavam essas plug na cabeça da reporter e ela só precisava fechar os olhos e ela conseguia ver um ambiente 3d criado, era bem limitado, tipo o making of do toy story 1, vc tudo sem render, sem cor, sem brilho, fica aquela coisa bizarra vazia, só que muito piorado, se não me engano isso era pra ser usado na medicina, acho isso mais adequado que o vr o que vocês acham
Willi Piske Junior
Olá, pessoal. Essa questão me veio à mente enquanto ouvia o bota ficha do programa #147: Concordo com o que vocês disseram a respeito de os jogos tiple-a beberem todos da mesma fonte e serem todos muito parecidos. Nesse sentido, tenho a impressão de que a corrida pelos gráficos mais bonitos e realistas nesse contexto acaba muitas vezes funcionando como uma cortina de fumaça que oculta do grande público a falta de inovação na jogabilidade desses jogos. Entretanto, é possível acreditarmos que com a evolução da tecnologia e das engines, um dia existirão plataformas com bibliotecas imensas de scripts, modelos... Read more
Olá, pessoal. Essa questão me veio à mente enquanto ouvia o bota ficha do programa #147: Concordo com o que vocês disseram a respeito de os jogos tiple-a beberem todos da mesma fonte e serem todos muito parecidos. Nesse sentido, tenho a impressão de que a corrida pelos gráficos mais bonitos e realistas nesse contexto acaba muitas vezes funcionando como uma cortina de fumaça que oculta do grande público a falta de inovação na jogabilidade desses jogos. Entretanto, é possível acreditarmos que com a evolução da tecnologia e das engines, um dia existirão plataformas com bibliotecas imensas de scripts, modelos 3D e texturas que irão permitir a uma única pessoa conceber um jogo inteiro com gráficos ultrarrealistas. Nessa realidade, produzir um jogo com gráficos realistas deixa de ser uma vantagem competitiva para os jogos triple-a. Daí a pergunta que faço é: quais mudanças vocês acreditam que podem ocorrer no cenário mainstream no dia em que qualquer equipe de dez pessoas for capaz de produzir um jogo com gráficos ultrarrealistas?
Vaides Junior
Pessoal, que tal falarem das plataformas de games por Streaming como Playstation Now, Project xCloud da Microsoft, Google Stadia e agora a Kickstarter AntStream (que se propõe a ser exclusiva de jogos retrô)? Creio que é um assunto atual e que pode definir os rumos para o futuro dos games.
Pessoal, que tal falarem das plataformas de games por Streaming como Playstation Now, Project xCloud da Microsoft, Google Stadia e agora a Kickstarter AntStream (que se propõe a ser exclusiva de jogos retrô)? Creio que é um assunto atual e que pode definir os rumos para o futuro dos games.
Guilherme Frediani
Gostaria de saber a opinião de vocês sobre alguns Game Designers de grandes jogos da "Era Pouco Pixel" fazendo projetos independentes. Nomes como Keiji Inafune (dos Mega Man) com Mighty No. 9; Koji Igarashi (dos Castlevania) com Bloodstained e Chris Roberts (dos Wing Commander) com Star Citizen são exemplos. Será que não há mais espaço para eles na indústria? Ou será que agora vão "realizar seus sonhos"?
Gostaria de saber a opinião de vocês sobre alguns Game Designers de grandes jogos da "Era Pouco Pixel" fazendo projetos independentes. Nomes como Keiji Inafune (dos Mega Man) com Mighty No. 9; Koji Igarashi (dos Castlevania) com Bloodstained e Chris Roberts (dos Wing Commander) com Star Citizen são exemplos. Será que não há mais espaço para eles na indústria? Ou será que agora vão "realizar seus sonhos"?
Ramy Silva Bezerra
Adriano e Danilo, tudo bem? Eu sou Game Designer em um Studio de mídias interativas como: Realidade Aumentada, Realidade Virtual e Realidade Misturada, e eu queria saber a opinião de você sobre, quais os desafios que um game designer tem de superar com essa tecnologia tão novas no mercado? Sou um grande fan de vocês, e desde já agradeço pela atenção. Att, Obs: Eu sei que o Pouco Pixel fala sobre jogos antigos, mas o futuro esta bem perto de nós.
Adriano e Danilo, tudo bem? Eu sou Game Designer em um Studio de mídias interativas como: Realidade Aumentada, Realidade Virtual e Realidade Misturada, e eu queria saber a opinião de você sobre, quais os desafios que um game designer tem de superar com essa tecnologia tão novas no mercado? Sou um grande fan de vocês, e desde já agradeço pela atenção. Att, Obs: Eu sei que o Pouco Pixel fala sobre jogos antigos, mas o futuro esta bem perto de nós.
Everton Missiagia
Recentemente, alguns games indies 2D tem ganhado certa atenção da comunidade e da mídia especializada. Vocês acham que existe a possibilidade dos games 2D voltarem para o mainstream?
Recentemente, alguns games indies 2D tem ganhado certa atenção da comunidade e da mídia especializada. Vocês acham que existe a possibilidade dos games 2D voltarem para o mainstream?
anderson boladao tamo ai na atividade
eu ja ouvi muito vocês falaram sobre como volta pros jogos antigos tem have com controle, e provavelmente é verdade, eu ja fui muito viciado em ragnarok, de jogar por mais de uma decada e sempre senti aquela necessidade de voltar a jogar pq era como se eu voltasse para aquela epoca que eu tinha 12 anos e as coisas pareciam mais simples, alem do jogo ser bem gostoso e agradavel mas não é sobre isso que eu quero perguntar, muitas vezes os jogos no seu inicio são muito bons e você não consegue mais encontra coisas como ele, e... Read more
eu ja ouvi muito vocês falaram sobre como volta pros jogos antigos tem have com controle, e provavelmente é verdade, eu ja fui muito viciado em ragnarok, de jogar por mais de uma decada e sempre senti aquela necessidade de voltar a jogar pq era como se eu voltasse para aquela epoca que eu tinha 12 anos e as coisas pareciam mais simples, alem do jogo ser bem gostoso e agradavel mas não é sobre isso que eu quero perguntar, muitas vezes os jogos no seu inicio são muito bons e você não consegue mais encontra coisas como ele, e suas continuações são terriveis exemplos o silent hill, resident evil, megaman, the king of fighters, metroid, final fantasy, sonic, castlevania, zelda estilo de snes, eu joguei todos os portáteis e não tem a mesma pegada, ate os remake 3d achei ruim, especialmente o majoras, ele tiraram uma das coisas mais legais do jogo, ao invés de nadar como um zora, agora você nada como um humano e especialmente mario rpg, o de snes é fantastico e o resto da serie rpg vai contra tudo que ele ensina e não é nostalgia falando não é que você quer esses jogos, você quer esse nivel de qualidade, qual o castlevania que tem a qualidade do symphony?
Leandro S. Coutinho
A onda de Sandbox/OpenWorld engoliu algumas franquias recentes (Zelda, Mario, MetalGear...) mas ela é nova? Metroid do NES é open world? A moda agrega? Todo jogo fica bom assim? Não ser open world é estilo ou limitação técnica?
A onda de Sandbox/OpenWorld engoliu algumas franquias recentes (Zelda, Mario, MetalGear...) mas ela é nova? Metroid do NES é open world? A moda agrega? Todo jogo fica bom assim? Não ser open world é estilo ou limitação técnica?
Jeferson Jacques
Primeiro, vou dizer que adoro esse podcast! Agora, a dica: o jogo Killer Instinct, do SNES!!! Não me lembro de ter ouvido algum de vocês comentar suas impressões desse baita jogo noventista! ULTRAAAA!!! ULTRAAAAAA!!!! Abraços!
Primeiro, vou dizer que adoro esse podcast! Agora, a dica: o jogo Killer Instinct, do SNES!!! Não me lembro de ter ouvido algum de vocês comentar suas impressões desse baita jogo noventista! ULTRAAAA!!! ULTRAAAAAA!!!! Abraços!
Diogo Santos
Qual o 1° jogo Pouco Pixel vocês caracterizam como uma obra artística, tão comum nos jogos modernos? Ele foi relevante na sua época, tanto em público como comercialmente?
Qual o 1° jogo Pouco Pixel vocês caracterizam como uma obra artística, tão comum nos jogos modernos? Ele foi relevante na sua época, tanto em público como comercialmente?
gabriel f.
o campo dos video game studies: panorama dos estudos sobre jogos eletrônicos na academia
o campo dos video game studies: panorama dos estudos sobre jogos eletrônicos na academia
Marcos
Aprovação do artigo 13 na Europa e o que isso significa para a cena de mods, Homebrew, e os impactos na (já bem fragilizada) disponibilidade de ROMs, além de impacto em outras mídias.
Aprovação do artigo 13 na Europa e o que isso significa para a cena de mods, Homebrew, e os impactos na (já bem fragilizada) disponibilidade de ROMs, além de impacto em outras mídias.
Gustavãozão
O que vocês querem dizer com a expressão "trabalhar de graça" quando falam sobre RPG? Isso poderia virar uma camiseta?
O que vocês querem dizer com a expressão "trabalhar de graça" quando falam sobre RPG? Isso poderia virar uma camiseta?
Lucas Lucas Rocha
Queria ouvir o que vocês acham sobre jogo novo que parece velho (Só em 2018 tivemos ótimos exemplos, como Return of Obra Dinn, Celeste, The Messenger, Into the breach...)
Queria ouvir o que vocês acham sobre jogo novo que parece velho (Só em 2018 tivemos ótimos exemplos, como Return of Obra Dinn, Celeste, The Messenger, Into the breach...)
Prof.° Jorge Jacoh Ferreira
Olá amigos videogameiros com limitadas unidades de exibição gráfica, Sou professor da rede municipal de educação e atualmente ensino Geografia, História e Filosofia a crianças de 12 a 15 anos do ensino fundamental. Tenho por prática pedagógica utilizar jogos eletrônicos para exemplificar e, como foi dito no programa #114 sobre jogos eletrônicos e educação, passar sensações e experiências sobre temas abordados em sala de aula. Já utilizei Age of empires em aulas de História, XCOM UFO Defense em aulas de Geografia e Papers Please em aulas de Filosofia como exemplos desda prática. Discordo parcialmente do professor Danilo ao que se... Read more
Olá amigos videogameiros com limitadas unidades de exibição gráfica, Sou professor da rede municipal de educação e atualmente ensino Geografia, História e Filosofia a crianças de 12 a 15 anos do ensino fundamental. Tenho por prática pedagógica utilizar jogos eletrônicos para exemplificar e, como foi dito no programa #114 sobre jogos eletrônicos e educação, passar sensações e experiências sobre temas abordados em sala de aula. Já utilizei Age of empires em aulas de História, XCOM UFO Defense em aulas de Geografia e Papers Please em aulas de Filosofia como exemplos desda prática. Discordo parcialmente do professor Danilo ao que se refere de apenas sensações são experimentadas. Acredito, e minhas pesquisas têm levado a isso, que, com o devido acompanhamento e direcionamento pedagógico, é possível aprender e muito com essas experiências. A escola deixou de ser a algum tempo o "templo do saber incontestável". Se tornou uma escola mãos focada em valores como por exemplo o "aprender a aprender". Nesse sentido, fazendo mão de diversas mídias como vídeo games, redes sociais, Podcasts, entre outros a diversidade de mídias informacionais se faz necessárias para a construção do conhecimento que vai garantir a autonomia futuro do aluno. Para não concluir. Com essa nova visão de educação abrimos leques infinitos que são mais condizentes com essas novas gerações que possuem uma mentalidade completamente diferente da nossa. O pouco pixel é sensacional e não perco nenhum! Continuem com o excelente trabalho. E ainda aguardo os olhos esbugalhados do Ryu Hayabusa. (: JJ
gabriel f
Browser games: ascensão e queda. Tower defense, jogos tipo angry birds, etc.
Browser games: ascensão e queda. Tower defense, jogos tipo angry birds, etc.
Wellington
É errado ter personagens semi-nus nos jogos, sejam masculinos ou femininos ?
É errado ter personagens semi-nus nos jogos, sejam masculinos ou femininos ?