Arquivo do mês: julho 2017

capa-podcast-s03alm04

Almanaque #4: Arquivos secretos do Mecenato Esclarecido

Deu ruim e não conseguimos produzir episódio inédito nesta semana. Para tapar buraco, este Almanaque, uma compilação de… material inédito? Como assim? Muitas confissões foram feitas e muita groselha foi dita em uma série de papos secretos com os mecenas esclarecidos, realizados no início do ano. Este Almanaque divulga pela primeira vez trechos dessas conversas, que vão desde “Donkey Kong” a jogos de samurai, passando por shoot’em ups e… Mauricio de Sousa? Que maluquice é essa?

capa-podcast-s03e96

#96: Jogo de tirinho

Quer experiência mais imersiva do que entrar no video game e dar tiros em inimigos? Prestamos homenagem àquele que é, provavelmente, o gênero mais influente da história dos jogos: os FPS, games de tiro em primeira pessoa. Como eles funcionavam antes do advento do 3D simulado de “Wolfenstein” e “Doom”? O que “House of the Dead” e “Duck Hunt” têm em comum? Por que o legado de jogos como “Quake”, “Unreal” e “Half-Life” é tão duradouro?

capa-podcast-s03e95

#95: Quem nunca trapaceou, que atire a primeira pedra

Os fins justificam os meios? Conversamos sobre um elemento que pertence ao mundo dos video games desde sempre: a trapaça. Por que game designers planejam e implementam maneiras escondidas de facilitarem seus jogos, sejam elas warp zones ou códigos que trazem vidas ou invencibilidade? Quando é legal procurar na internet a solução de um puzzle e quando não é? Qual é o jeito certo de usar os save states dos emuladores? Você já jogou “SimCity” sem trapacear?

capa-podcast-s03e94

#94: Super Nintendo vs. Mega Drive

Chegou a hora de descobrir qual foi maior, o Super Nintendo ou o Mega Drive. Decidimos definitivamente a guerra dos 16 bit do único jeito possível: jogando uma partida de Super Trunfo! Como cartas, os jogos escolhidos para as recém lançadas reedições dos dois consoles, o Super Nintendo Classic Edition e o Mega Drive Edição Limitada. Como parâmetros, os critérios universalmente aceitos da revista Ação Games. O que poderia dar errado?