Console: Podcast

capa-podcast-s03e106

#106: A revolução da Activision

A revolta de quatro super programadores da Atari, em 1979, mudou os video games para sempre. Contamos a saga da Activision, a primeira desenvolvedora independente da história. Como uma luta por royalties e reconhecimento autoral acabou criando o modelo de licenciamento predominante até hoje? Como os jogos da Activision se transformaram em verdadeiros ícones do 2600? Será que você consegue se lembrar de algum jogo de Atari que não tenha sido feito pela Activision?

capa-podcast-s03e105

#105: Por que as pessoas odeiam video games?

Tornam crianças violentas, são perda de tempo, não ensinam nada útil, criam pessoas antissociais. Video games são frequentemente apontados como a causa de um número incalculável de tragédias. Por que o mundo odeia video games? De pais a políticos, passando por padres, professores e jornalistas, a fila dos que adoram malignizar jogos eletrônicos não pára de crescer. O que causa tanto desconforto? Por que video games seriam piores que jogar bola na rua ou ver novelas? Um dia essa percepção irá mudar?

capa-podcast-s03e104

#104: De onde veio Super Mario Odyssey?

O novo título da série “Mario” chegou e, com ele, a constatação: “Super Mario Odyssey” é provavelmente o jogo mais “pouco pixel” da franquia em anos. Analisamos “Odyssey” através de suas bases históricas – desde a movimentação do protagonista até as inúmeras referências a jogos antigos, onde o lançamento da Nintendo entrega suas origens? Ele é mesmo “Mario 64” parte 2? “Odyssey” funciona para as novas gerações? Por que ele é tão emocionante para nós, velhos?

capa-podcast-s03e103

#103: Why so difficult?

Depois de anos jogando títulos como “Uncharted” e “Assassin’s Creed”, gamers mundo afora estão chocados com “Cuphead”, um jogo que não pega ninguém pela mão. Já foi o suficiente para virar escândalo: por que “Cuphead” é tão difícil? Discutimos os motivos pelos quais game designers fazem jogos difíceis, incluímos a dificuldade no cardápio de possibilidades dos video games e chegamos a um veredito: será que “Cuphead” é mesmo difícil?